Procuradora geral do Estado de São Paulo é a nova presidente do Conpeg 

A procuradora geral do Estado de São Paulo, Inês Maria dos Santos Coimbra, foi eleita, nesta segunda-feira (4), para a presidência do Colégio Nacional de Procuradores-Gerais dos Estados e do Distrito Federal (Conpeg) no período de janeiro de 2024 a dezembro de 2025. O anúncio aconteceu durante reunião na sede do centro cultural da Procuradoria-Geral … Leia mais

5 de dezembro de 2023

A procuradora geral do Estado de São Paulo, Inês Maria dos Santos Coimbra, foi eleita, nesta segunda-feira (4), para a presidência do Colégio Nacional de Procuradores-Gerais dos Estados e do Distrito Federal (Conpeg) no período de janeiro de 2024 a dezembro de 2025. O anúncio aconteceu durante reunião na sede do centro cultural da Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro.

Em seu pronunciamento, Inês Coimbra afirmou que irá buscar a continuidade do trabalho que vem sendo feito. “Nos últimos anos, o colegiado ganhou representatividade e destaque. Começamos a ser vistos, trazendo discussões e temas relevantes aos nossos Estados. Nosso maior desafio é nos organizarmos para que possamos perpetuar a atuação do Conpeg e transcender a nossa passagem como procuradores-gerais”, destacou. Ao assumir a presidência, ela irá suceder o procurador-geral do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Cunha da Costa.

Diversidade na advocacia pública

Com atuação no colegiado, desde que assumiu a PGE/SP, em 2022, Inês Coimbra, foi proponente da criação do Fórum Permanente de Equidade e Diversidade, que realizou um levantamento inédito sobre o atual panorama da advocacia pública brasileira com a participação de mais de cinco mil procuradores, servidores e colaboradores. Recentemente divulgado, o levantamento apresenta que 54% dos procuradores entrevistados são homens, 43% são mulheres, 81% se autodeclaram brancos e 94% heterossexuais. Os dados irão servir de base informacional para políticas e estratégias de gestão com o objetivo de de ampliar iniciativas mais inclusivas.

Nova diretoria

Também compõem a nova diretoria eleita a procuradora-geral da Bahia, Bárbara Camardelli Loi, como 1º vice-presidente; o procurador-geral do Espírito Santo, Jasson Hibner Amaral, como 2ª vice-presidente; a procuradora-geral do Estado de Mato Grosso do Sul, Ana Carolina Ali Garcia, como secretária-geral; o procurador-geral do Estado do Amapá, Thiago Lima Albuquerque, como diretor de Assuntos Legislativos e o procurador-geral de Mato Grosso, Francisco de Assis da Silva Lopes; como diretor de Assuntos Institucionais.

Ao se despedir do cargo, o procurador-geral do Estado do Rio Grande do Sul agradeceu a parceria dos membros do colegiado durante o seu mandato, e desejou uma gestão profícua à sua sucessora. “Agradeço imensamente a oportunidade e a parceria de todos durante esse período à frente do Colegiado. Nossa atuação conjunta, representando e defendendo os interesses dos Estados, nos proporcionou grandes vitórias, além do fortalecimento da advocacia pública. Desejo muito sucesso à nova diretoria do Conpeg, que tenho certeza terá êxito em todos os desafios que se apresentarem”, concluiu.

O Conpeg tem importante papel na defesa da legalidade e das políticas públicas de interesse dos estados e é responsável por congregar e representar as instituições governamentais estaduais de representação judicial e consultoria dos estados-membros e do Distrito Federal.